Como Criar MEI: Guia sobre o Microempreendedor Individual

O Microempreendedor Individual (MEI) é uma modalidade empresarial simplificada, idealizada para formalizar pequenos negócios e profissionais autônomos no Brasil. Abordaremos detalhadamente o conceito de MEI, os requisitos para se enquadrar, seus deveres e o passo a passo para solicitar sua formalização.

Anúncios

O que é o MEI?

O MEI é um regime tributário especial voltado para a formalização de pequenos empreendedores e profissionais autônomos, proporcionando benefícios como carga tributária reduzida, facilidades na obtenção de créditos e acesso a direitos previdenciários.

Requisitos para ser MEI

  1. Faturamento: O empreendedor deve ter um faturamento máximo de R$ 81.000,00 ao ano, o que equivale a, em média, R$ 6.750,00 por mês.
  2. Atividades permitidas: É essencial consultar a lista de atividades permitidas no Portal do Empreendedor, visto que nem todas se enquadram no MEI.
  3. Número de funcionários: A categoria permite a contratação de um empregado que receba até um salário mínimo ou o piso da categoria.
  4. Sem participação em outras empresas: O interessado em ser MEI não pode ser sócio, administrador ou titular em outra empresa.

Deveres do MEI

  1. Pagamento do DAS: Mensalmente, o MEI tem a obrigação de pagar o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS). O valor médio deste documento é de R$ 71,00, contemplando tributos como ICMS/ISS e a contribuição para a Previdência Social.
  2. Relatório Mensal das Receitas Brutas: O MEI deve registrar mensalmente suas receitas no Relatório Mensal das Receitas Brutas.
  3. Declaração Anual de Faturamento (DASN-SIMEI): Anualmente, o MEI precisa apresentar uma declaração simplificada relativa ao faturamento do ano anterior.
  4. Obrigações trabalhistas: Caso possua um empregado, o MEI deve assegurar o cumprimento dos direitos trabalhistas, como FGTS e INSS.

Como solicitar e criar um MEI

  1. Acesso ao Portal do Empreendedor: Acesse aqui.
  2. Opção “Formalize-se”: No portal, selecione a opção “Formalize-se” ou “Quero ser MEI”.
  3. Dados pessoais: Complete o formulário com seus dados pessoais, incluindo CPF, data de nascimento, título de eleitor e contato.
  4. Seleção de atividade: Determine a atividade principal do seu negócio e, se aplicável, as atividades secundárias.
  5. Endereço do negócio: Informe o endereço onde seu negócio operará.
  6. Declaração: Ative a opção confirmando que você compreende e se enquadra nas condições de MEI.
  7. Conclusão: Ao finalizar, você obterá o Certificado da Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI), que valida sua formalização.

Conclusão

O MEI emerge como uma alternativa viável para aqueles empreendedores que aspiram formalizar suas atividades, aproveitando-se de vantagens fiscais e benefícios previdenciários. Com este guia em mãos, você está pronto para iniciar seu trajeto empreendedor com segurança e eficiência.

Trends