Saúde mental no trabalho: entenda a importância

Se tem um tema que, com o passar dos anos, foi ganhando cada vez mais destaque, esse tema é a saúde mental. E essa popularização é super válida, visto que esse tema está presente em todos os campos da nossa vida.

Com uma rotina cada vez mais rápida e atribulada, é normal que alguns aspectos da nossa vida acabem sendo negligenciados devido ao fluxo intenso de trabalho e/ou estudos. E a saúde mental é a que mais é deixada de lado pela correria do dia a dia.

Por isso, no post de hoje, vamos explorar a saúde mental no âmbito profissional e como cuidar bem dessa área da nossa vida pode contribuir para o seu sucesso profissional.

Anúncios

Para facilitar a sua leitura, o conteúdo será dividido nos seguintes tópicos:

  • O que é saúde mental
  • A importância da saúde mental no trabalho
  • A temida Síndrome de Burnout
  • O papel dos gestores na saúde dos funcionários
  • Como cuidar da sua saúde mental
  • Conclusão


O que é saúde mental

Saúde mental é, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), “um estado de bem-estar em que o indivíduo percebe suas próprias habilidades, pode lidar com as tensões normais da vida, pode trabalhar de forma produtiva e frutífera e é capaz dar uma contribuição para sua comunidade”.

Ao ficar cada vez mais em foco na nossa sociedade, as pessoas – e as empresas – estão cada vez mais conscientes da importância de manter uma boa saúde mental e como isso reflete em todos os setores da nossa vida.

A importância da saúde mental no trabalho

Quem nunca se sentiu sobrecarregado no trabalho? Seja por cobranças excessivas, a falta de condições de trabalho ideais, o cumprimento de prazos, baixa remuneração…
Além disso, estudos já comprovaram que a saúde mental tem conexão direta com a eficiência e produtividade do funcionário.

Tudo isso contribui para o desgaste emocional do trabalhador no ambiente corporativo, podendo resultar no desenvolvimento de problemas psicológicos como: ansiedade, estresse e até mesmo crises de pânico e depressão.

Por isso, manter a saúde mental em dia faz toda a diferença na forma como você lida com as adversidades e como você se relaciona com as outras pessoas, seja no seu trabalho ou na sua vida pessoal.

A temida Síndrome de Burnout

Tem se tornado cada vez mais comum os casos de Síndrome de Burnout nos ambientes corporativos. Conhecida também com síndrome do esgotamento profissional, esse é um distúrbio que está diretamente ligado ao excesso de trabalho.

Longas jornadas, muitas funções designadas para um só profissional, excesso de pressão por parte dos superiores e a presença de conflitos estão entre os principais fatores responsáveis por essa síndrome, que está cada vez mais presente em todas as áreas de atuação.

O papel dos gestores na saúde dos funcionários

Além dos cuidados e atitudes individuais dos funcionários, os superiores também possuem um papel importantíssimo na manutenção da saúde mental e bem-estar dos seus funcionários.

É dever da gestão responsável criar um ambiente de trabalho saudável e que prioriza o bem-estar dos funcionários.

Entre as atitudes que podem ajudar estão:

  • Desenvolver uma comunicação clara e objetiva com todos;
  • Palestras motivacionais;
  • Melhorias no ambiente corporativo;
  • Realização de atividades como coffee breaks e confraternizações;
  • Flexibilidade da jornada de trabalho.

Além dessas, uma mudança cada vez mais comum no RH das empresas é a criação de programas de atendimento psicológico para os funcionários, seja interno ou através de convênios e parcerias fora da empresa.

Para empresas que já adotaram essa prática, essa tem se mostrado uma maneira bastante eficiente na preservação da saúde mental dos funcionários.

Como cuidar da sua saúde mental

Apesar do que possa ser dito por aí, não existe uma fórmula mágica capaz de melhorar a saúde mental da noite para o dia. O que é possível ser feito é seguir alguns passos bem simples, mas que, ao serem colocados em prática juntos, fazem toda a diferença na sua saúde.

Estabeleça uma rotina para a sua vida

Nesse aspecto, seguir a mesma rotina pode ser algo positivo. Ao organizar bem e dividir os seus horários para que possamos ter tempo suficiente tanto para trabalhar quanto para nos concentrar em nós mesmos. Afinal, ninguém merece ter que levar trabalho para casa, né?

Dê a devida importância ao seu sono

Pode parecer chover no molhado, mas uma boa noite de sono é primordial para quem busca manter a saúde mental em dia. Por isso, se organize para dar uma prioridade maior para o seu sono.

Além de ajudar na nossa saúde mental, dormir bem também contribui para a saúde física, garantindo mais disposição e qualidade de vida.

Tenha hobbies

Pode parecer meio bobo, mas realizar atividades que você gosta – mesmo que sejam atividades super simples – fazem muito bem para a manutenção da sua saúde mental.

Nessa hora vale tudo: ler, ouvir música, fazer exercícios físicos, assistir TV, brincar com o seu pet, passear, tomar um banho relaxante, sair com os amigos. Tudo isso ajuda a manter a mente sã, auxiliando no seu bem-estar.

Desconectar-se as vezes é bom

Piora na qualidade do seu sono e até mesmo comparações equivocadas e sem sentido – entre a sua vida e o que outras pessoas postam em suas redes sociais – são só alguns dos efeitos nocivos que o uso excessivo das redes sociais pode causar na sua saúde mental.

Fique perto de quem te faz bem

Sabe aquelas “amizades/relações” que, por mais que possam parecer boas, lá no fundo você sabe que não te fazem bem? Tá na hora de dar tchau para elas! Busque sempre estar perto de quem te faz bem e que, de alguma forma, oferece influências positivas na sua vida!

Fuja do estresse

Eu sei, eu sei… Devido ao mundo em que vivemos, essa tarefa talvez seja a mais difícil da lista, já que é praticamente impossível fugir do estresse e de situações estressantes.

Por isso, a dica é: busque controlar o seu estresse. Ao se estressar frequentemente, a sua mente e o seu corpo começam a sofrer os efeitos negativos desse sentimento.

Busque autoconhecimento

E por último, mas não menos importante: conheça a si mesmo! Ao realizar essa jornada de autoconhecimento, você consegue se manter alinhado com os seus próprios sentimentos, suas vontades e até mesmo seus objetivos de vida.

Uma prática cada vez mais comum para auxiliar nesse ponto é a busca por terapia. Esse tipo de tratamento se mostra bastante efetivo para quem quer aprender a cuidar da sua saúde mental.

Conclusão

Após essa leitura, eu te convido para uma reflexão: Você tem dado a atenção que a sua saúde mental merece?

Se a resposta for não, já tá mais do que na hora de colocar em prática o que você aprendeu aqui e dar a devida importância ao seu bem mais precioso: você!

Gostou do conteúdo?

Aproveite para ler Mercado de trabalho: Carreiras tendência em 2022.