Temas de redação do Enem 2024: 10 assuntos prováveis

O Tema de redação do Enem 2024 vai ganhando destaque na imprensa e nos cursinhos preparatórios à medida que o dia do exame se aproxima.

Anúncios

Afinal, uma boa nota na redação e nas demais áreas de conhecimento que compõem a avaliação, é fundamental para ser competitivo na busca da sonhada vaga no ensino superior.

Neste artigo, listamos 10 prováveis assuntos que cairão na prova e que também podem ser tema da redação. Confira!

1. Inteligências Artificiais

Antes um conceito restrito aos filmes de ficção científica, a inteligência artificial agora progride a passos largos, com avanços notáveis em áreas como robótica, programação, informática, sistemas industriais e até dentro da produção artística.

Inteligências artificiais como o ChatGPT, da OpenAI, o Bard, do Google e o Chat LLaMA, da Meta, estão transformando o mundo como o conhecemos.

A enorme capacidade de processamento desses sistemas permite a produção de conteúdo em instantes, de resenhas literárias bem construídas a sofisticados códigos de programação da web.

Portanto, é muito provável que a revolução das IAs seja abordada no Enem 2024 e possa ser, até mesmo, tema da redação.

2. Conflito da Rússia e Ucrânia

A guerra que se estende desde fevereiro de 2014, com a disputa pela posse da Crimeia, ganhou um capítulo dramático em fevereiro de 2022, quando a Rússia invadiu o leste da Ucrânia.

Segundo dados da Reuters, mais de 60 mil pessoas morreram desde o início do conflito. Ao mesmo tempo, somam-se 17 milhões de desalojados e R$ 2 trilhões em prejuízos.

A guerra Russo-Ucraniana é o maior conflito militar no continente europeu desde o fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

De acordo com sua trágica importância histórica e geopolítica, este é um tema que provavelmente será abordado no Enem 2024.

3. Ataques Violentos em Escolas

Esse delicado assunto envolve questões relevantes sobre segurança, saúde mental, prevenção e políticas públicas.

Especialmente se for sugerido como redação, será uma oportunidade para os estudantes refletirem e apresentarem propostas para lidar com essa preocupante realidade.

Ao mesmo tempo, buscar soluções que promovam um ambiente escolar mais seguro e acolhedor para todos os estudantes.

4. Uso Consciente de Informação

O “Uso Consciente de Informação” é uma habilidade essencial em nossa era digital, onde somos constantemente bombardeados por uma grande quantidade de dados e notícias.

Nesse sentido, é fundamental aprender a filtrar fontes confiáveis, verificar a veracidade das informações e evitar a disseminação de fake news.

Além disso, devemos ser responsáveis ao compartilhar conteúdos, evitando propagar informações enganosas que possam causar danos a indivíduos ou à sociedade.

Esse debate pode ser proposto nas provas de Linguagens e Ciências Humanas.

5. Notícias Falsas

Assim como o uso consciente de informação é um tema bastante relevante nos dias de hoje, a identificação e combate às fake news também.

Dado a importância do assunto, que ganha contornos dramáticos a cada nova eleição democrática, as notícias falsas pode ser até o grande tema da redação.

6. Consumo Excessivo de Informação

O consumo exacerbado de informação – seja ela confiável ou falsa – pode ser bastante danoso para a saúde mental das pessoas.

Não raros são os casos de depressão, transtorno de ansiedade, síndrome do pânico e agorafobia fomentados pela superexposição à informação.

Pela urgência do tema, que acomete milhares de jovens e adultos brasileiros a cada ano, o assunto pode ser levantado nas provas de Linguagens e Ciências Humanas.

7. Sistema Carcerário Brasileiro

O Brasil possui a terceira maior população carcerária do mundo: são quase 1 milhão de detentos.

Destes, quase metade (44,5%) são provisórios – isto é, ainda não foram efetivamente julgados pela Justiça.

O custo anual da população carcerária chega a R$ 20 bilhões. Estima-se que 1 em cada 5 detentos sejam portadores do vírus HIV.

Tema espinhoso por si só, o sistema carcerário brasileiro pode ser abordado tanto em questão objetiva nas provas de humanidades, quanto como foco da redação.

8. Representação Feminina na Política

Ao passo que somam 51,1% da população brasileira, as mulheres compõem apenas 17,7% da Câmara dos Deputados (legislatura 2023-2027).

Apesar desse percentual estar subindo a cada nova eleição, tal avanço está aquém das expectativas.

Mesmo após a implementação de políticas especiais e de cotas para o segmento feminino, de modo a incentivá-las a se engajar dentro dos partidos e concorrer às eleições, ainda há muito debate e melhorias que precisam ser feitas.

É com esse cenário de fundo que o Enem 2024 pode convidar os estudantes a se debruçarem sobre o tema, seja na redação, ou nas questões de humanidades.

9. Democratização ao Acesso à Cultura

Esse assunto pode ser uma continuação direta ao tema da redação de 2019, que abordou a Democratização do Acesso ao Cinema no Brasil.

O acesso à cultura é um direito abordado na própria Constituição Federal, onde está subscrito que o Estado:

  • Garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais;
  • Acesso às fontes da cultura nacional;
  • Apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais.

Devido à sua importância, esse tema pode cair como questão objetiva na prova de Linguagens, Ciências Humanas ou redação.

10. Aquecimento Global

Fenômeno muito comentado pela pesquisa científica, o aquecimento global é uma realidade inevitável.

Em meio ao aumento constante e ininterrupto da temperatura média do planeta – 2023 foi o ano mais quente do século – este assunto é urgente, inclusive visando conscientizar as gerações mais jovens.

Conclusão

O Enem 2024 está se aproximando e, como sempre, a redação é uma parte muito importante da avaliação.

Preparar-se adequadamente para os possíveis temas que podem ser abordados é fundamental para alcançar uma boa pontuação e se destacar na busca por uma vaga no ensino superior.

Cada um dos assuntos listados oferece uma oportunidade única de reflexão e debate sobre questões relevantes da sociedade atual.

Ao se familiarizar com esses temas e desenvolver habilidades de argumentação e análise, os estudantes estarão mais bem equipados para enfrentar o desafio da redação do vestibular.