Dizer “não” melhora sua produtividade no trabalho

“Isso não é para você”, “Não toque aí”, “Não faça isso”. Quando crianças, recebemos bem mais negações que permissões. Provavelmente esse seja o motivo pelo qual, quando adultos, fiquemos constrangidos ao ouvir um “não”, e tentamos evitar dizê-lo a outras pessoas. Porém, isso afeta diretamente a nossa produtividade.

Anúncios

Muitas vezes, a necessidade de se sentir parte de um grupo ou mostrar que você consegue entregar mais do que esperam, faz do “sim” uma obrigatoriedade. Mas acredite, o seu desempenho profissional é afetado, e muito, por você tentar “abraçar o mundo”.

Ser produtivo não é estar ocupado o tempo todo, é focar em tarefas que importam e fazem diferença. Quando você diz “sim” a todas as novas demandas, sem questionar suas prioridades, você prejudica sua produtividade.

Ser proativo, disposto a ajudar outras pessoas e saber trabalhar em equipe são qualidades que toda empresa precisa, mas, desde o momento em que você fica sobrecarregado por não saber dizer “não”, você acaba não cumprindo prazos, perdendo tarefas importantes e entregando com menos qualidade.

Reunimos alguns exemplos de quando um “não” é de extrema importância para o seu desempenho no trabalho.

Neste texto você vai conferir dicas para dizer “não”:

  • Quando você está cheio de trabalho
  • Como dar uma resposta negativa sem parecer rude

Quando você está cheio de trabalho

Algum colega de trabalho pediu sua ajuda para finalizar uma tarefa, mas você está cheio de outras tarefas.

Explique educadamente que no momento o seu volume de trabalho não permite que você o ajude e pergunte se é possível realizar a tarefa em outro momento, para não atrapalhar a sua produtividade.

Ou então, algo que demonstrará muita consideração é encontrar alguém que possa ajudar. Não se sinta culpado por recusar. Quantas vezes você já pediu algo a alguém e a pessoa não pôde ajudar? Como você reagiu?

A vida continua independentemente da resposta, assim como a sua relação com o colega.

Tarefas paralelas em excesso

Seu chefe vive solicitando funções paralelas, mesmo sabendo do seu fluxo de atividades.

Diga que no momento você está muito ocupado com outra tarefa, mas que você está disposto a ajudar caso receba uma ajuda para reavaliar suas prioridades. E se o excesso de tarefas simultâneas começar a prejudicar suas entregas, não deixe de compartilhar o problema com o seu gestor.

Explique para ele que seu trabalho principal não está sendo feito com a devida dedicação e atenção por conta do grande número de pedidos.

Em último caso, não devolva com a mesma moeda. Faça o trabalho solicitado, mas documente todo o acontecido.

Não sinta culpa, afinal, você tem mesmo muito trabalho.

Estabeleça limites

Saber adequar a agenda de modo que sobre tempo para atividades pessoais também passa pelo processo de dizer “não” a convites que tiram o foco. Nunca se obrigue a entrar num compromisso só para não magoar alguém.

Se você tem um trabalho que exigirá muita energia a tarde, não aceite almoçar com um amigo de última hora. Negar-se a fazer algo que pode bagunçar a sua produtividade e o comprometimento com suas obrigações, traz um reforço do que realmente importa.

Cada “sim” que falamos para uma coisa, representa um “não” para outra. Ao se negar fazer algo, você está permitindo ter aquele tempo disponível para outra atividade, reafirmando seu compromisso com ela. Saber dizer “não” significa saber priorizar o seu tempo.

Você só entrega tarefas perfeitas

Você foca tanto em uma tarefa e só entrega quando ela está perfeita.

Concentre suas energias em ser produtivo e não perfeccionista. Pessoas perfeccionistas estão sempre ocupadas, enquanto as produtivas estão adiantadas.

O ideal é sempre entregar no prazo e com qualidade. A menos que você esteja em uma atividade que precise ser impecável, não gaste toda a sua energia e seu tempo tentando entregar tanta perfeição. Foque em ser reconhecido como um profissional produtivo e não em como um que não entrega nada no prazo.

Você é capaz

Aprenda com Van Gogh, que disse: “Pinte. Se você ouve uma voz dentro de si, dizendo que você não é capaz de pintar, então de todas as formas, pinte. E essa voz será calada.”

Talvez, no passado, você tenha falhado e tenha sido desencorajado de tentar, ou de tentar outra vez.

Ninguém é perfeito e mesmo grandes nomes de qualquer área tentaram muitos caminhos antes de encontrar o que trouxe sucesso. O acerto só acontece se você aprender com seus erros. É hora de você aprender com o seu erro e falar “não” para autossabotagem.

Pessoas experientes e bem-sucedidas sofrem de ansiedade e insegurança. Em uma entrevista à folha, a atriz Fernanda Montenegro com mais de 60 anos de carreira, contou que “frio na barriga é todo dia quando a gente entra em cena”.

Como dar uma resposta negativa sem parecer rude?

Pense antes de falar: avalie a situação antes de decidir, assim você não passa a impressão de ser uma pessoa pouco participativa. Considere todas as variáveis antes de dar a resposta.

Argumente: traga os fatos. Mostre que está disposto a colaborar, mas que sabe otimizar seu tempo e recursos.

Cuidado com o tom de voz: tome cuidado com a forma que você fala. Use um tom neutro que passe a mensagem com clareza.

Sugira: sugira outras formas de melhorar o processo. Isso demonstra que você consegue criar alternativas, além de conseguir dar um fechamento positivo para a conversa.

Conclusão

Se você mantém um método de trabalho, em que você prioriza as tarefas em equipe, você entende o significado de um “não” para aquilo que não é o melhor a ser feito no momento. Mesmo que as pessoas ao seu redor não respeitem isso.

Pessoas que tomam atitudes por impulso, sem consultar ou debater com o grupo, tomam atitudes divergentes das necessárias para a empresa. A relação entre os profissionais de uma empresa é de necessidade mútua, afinal, duas cabeças pensam melhor que uma. Neste âmbito a produtividade precisa vir em primeiro lugar.

Os funcionários precisam um do outro para evoluírem juntos. Trabalhar em equipe exige empatia, assertividade e saber dizer “não” quando necessário.

Dizer ‘não” a tudo que lhe pedirem é um ato muito extremo. Às vezes, alguns pedidos de ajudas aparecem e nós realmente devemos conceder.

Não se trata de negar tudo, mas de pensar suas prioridades, capacidades e disponibilidade para discernir se aceita ou não o que está sendo pedido. E caso a resposta seja um não, você deve dizê-la com todas as letras.

O poder de aprender a dizer “não” traz produtividade e liberdade, e quanto mais exercemos esse direito, mais a vontade nos sentimos.

Gostou do conteúdo?

Aproveite para ler também “Ganhe dinheiro em casa com podcast!”.