7 dicas para fazer uma transição de carreira aos 50 anos

Uma pessoa que faz transição de carreira aos 50 anos pode enfrentar muitos desafios no caminho, no entanto, também descobrirá um mundo novo e cheio de surpresas!

Anúncios

Muitas pessoas escolhem o querem ser quando crescer ainda na infância e acabam seguindo esse sonho quando adulto.

Outras, por sua vez, passam boa parte da sua vida ocupacional numa carreira, mas em algum momento, acabam descobrindo que aquilo não faz seu coração pulsar.

Existem muitos motivos que faz uma pessoa querer mudar de profissão, algumas mudanças acontecem por acaso, como aconteceu comigo.

No entanto, há mudanças que acontecem por necessidade, insatisfação, etc. Não importa quais sejam os motivos, fazer transição de carreira é desafiador e, após determinada idade, os desafios são ainda maiores.

No texto de hoje você encontrará algumas dicas que te ajudarão a fazer a transição de carreira aos 50 anos. Não deixe de conferir!

Índice do texto:

  • É possível fazer transição de carreira aos 50 anos?
  • 1. Avalie suas alternativas de mudanças;
  • 2. Como andam suas finanças?
  • 3. Atualize seus conhecimentos em tecnologia;
  • 4.Faça Networking;
  • 5. Saiba onde encontrar vagas;
  • 6. Empreender pode ser uma ótima alternativa;
  • 7. Cuide da sua saúde;
  • Conclusão.

É possível fazer transição de carreira aos 50 anos?

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e exigente, para estar entre os escolhidos é importante sempre se atualizar.

Apesar de ser mais fácil para um jovem recomeçar na carreira, mudar de profissão aos 50 anos não é impossível.

Inclusive, atualmente as grandes empresas estão cada vez mais inclinadas a receber pessoas dessa idade e interessadas em criar equipes multigeracionais.

Até mesmo é possível encontrar processos seletivos exclusivos para pessoas acima dos 50 anos.

Certamente, não existe época melhor para você mudar de carreira do que agora: em uma era onde se fala muito sobre inclusão e diversidade.

Sabemos que ainda há um caminho longo para percorrer, mas, se você está pensando em mudar de carreira aos 50 anos, não desista, pois, além de ser possível, você estará abrindo caminho para as próximas gerações.

Talvez, em um futuro não muito distante, seja menos desafiador para esse público, graças a você, que tentou e deixou o caminho mais fácil de percorrer.

Como também queremos contribuir para esse progresso, a seguir, você encontrará algumas dicas que separamos para te ajudar na transição de carreira aos 50 anos.

1. Avalie suas alternativas de mudanças

O primeiro passo ao decidir trocar de profissão é avaliar quais são as suas alternativas. Talvez, você esteja pensando em seguir a carreira que sempre sonhou, mas não conseguiu antes.

Ou então, está pensando em escolher trabalhar em alguma área em que tenha mais aptidão ou até mesmo uma experiência ou habilidade que se encaixe.

De qualquer forma, é muito importante você estudar as suas opções. Pesquise sobre a carreira, suas funções, como é o mercado de trabalho e salário, por exemplo.

Além disso, busque alguma especialização na área e não deixe de avaliar as tendências para o futuro.  

Se a sua ideia é abrir um negócio, a regra também é a mesma: avalie a concorrência, o mercado de trabalho, etc.

2. Como andam suas finanças?

Se você tem mais de 50 anos e falar sobre finanças ainda é assunto delicado, volte duas casas!

Além de determinação, coragem, força de vontade, disposição e garra, você precisa ter um “caução”.

Mudar de carreira nessa altura do campeonato envolve alguns riscos, portanto, é preciso estar preparado financeiramente.

A maioria desses riscos podem ser resolvidos com mais facilidade se você tiver uma vida financeira equilibrada e dinheiro para te dar um apoio.

Certamente, você pode ser o principal provedor do seu lar, ou mesmo que não tenha dependentes e more sozinho, a falta de dinheiro durante a transição de carreira aos 50 anos pode afetar a qualidade de vida da sua família e a sua também.

Sendo, antes de realizar essa mudança, pague suas dívidas, organize as finanças e faça a sua reserva de emergência.

3. Atualize seus conhecimentos em tecnologia

Estamos vivendo a transformação digital e a tecnologia avança desenfreadamente. Assim, ela está presente na maioria das profissões da atualidade.

Portanto, para se dar muito bem na nova carreira, você precisa atualizar seus conhecimentos em tecnologia.

Você pode seguir as tendências, fazer alguns cursos on-line ou pedir ajuda dos membros mais jovens da sua família.

Certamente, não tem como se destacar no mercado se você não entende ou sabe o mínimo de tecnologia.

4. Faça Networking

Ao fazer networking você amplia suas redes de contatos e aumenta as possibilidades de ter mais sucesso.

Essa prática é eficiente para quem busca o primeiro emprego, recolocação profissional ou está em transição de carreira.

Para aumentar sua rede de contatos profissionais utilize as redes sociais, em especial, o LinkedIn.

Quanto mais pessoas da sua área você tiver contato, maiores serão as possibilidades de conseguir trabalho ou até mesmo adquirir conhecimento e experiência.

5. Saiba onde encontrar vagas

Não tem jeito, se está pensando em fazer a transição de carreira aos 50 anos, você precisará usar a tecnologia para conseguir vagas.

Use a internet para procurar vagas de empregos. Você pode buscar por oportunidades em sites, redes sociais e perfis de empresas.

Contudo, para facilitar ainda mais sua vida, saiba que existem sites especializados em oportunidades para pessoas com mais de 50 anos.

Um exemplo deles é o Maturi.com.br. Esse site atua há 7 anos no Brasil e seu grande foco é oferecer para o público 50+ :

  • Oportunidades de trabalho;
  • Desenvolvimento pessoal;
  • Capacitação profissional;
  • Empreendedorismo;
  • Networking.

Não deixe de acessar o site e conferir tudo o que eles têm a oferecer para você nessa nova caminhada.

Além disso, queremos destacar o Jooble. Ele é um site de busca, contudo, oferece um filtro onde você pode informar sua idade. Assim, aparecerão oportunidades que aceitam pessoas acima de 50 anos.

Certamente, isso te fará economizar tempo.

6. Empreender pode ser uma ótima alternativa

Bom, você não precisa fazer transição de carreira para trabalhar em outra empresa. É possível montar seu próprio negócio e trabalhar para você.

Apesar de ter seus desafios, alguns são diferentes de mudar de carreira, mas continuar trabalhando para outras pessoas.

De qualquer forma, antes de abrir seu próprio negócio você também precisa se atualizar, estudar, ter uma vida financeira organizada, fazer networking, etc.

Todas as dicas citadas aqui devem ser usadas se você pretende investir no seu próprio negócio também.

7. Cuide da sua saúde

Lembre-se, você já não é mais um jovem de vinte e poucos anos. Os dias passaram e começaram a surgir novas limitações.

Portanto, para envelhecer de uma forma saudável, é importante cuidar da saúde. Assim, terá mais vigor, energia, disposição e saúde para enfrentar os novos desafios e ter uma vida ocupacional prolongada.

Sem contar que, o condicionamento físico pode ser um divisor de águas, dependendo das funções que for exercer.

Além disso, cuidar da saúde mental é fundamental. Envelhecer é desafiador, realizar qualquer tipo de transição ou mudança também, principalmente na carreira.

É preciso estar preparado mentalmente para lidar com as emoções, os anseios, gerir as expectativas e controlar a ansiedade.

A inteligência emocional deve ser sua companheira fiel nessa fase. 

Conclusão

O mercado de trabalho deseja que os profissionais com mais de 50 anos tenham mais facilidade em assumir responsabilidades.

Além disso, espera que eles consigam administrar melhor as suas emoções, por isso é importante ter inteligência emocional.

Fazer uma transição de carreira aos 50 anos tem seus desafios, no entanto, tem suas descobertas e surpresas agradáveis.

Não desanime! Coloque nossas dicas em prática na sua vida e boa sorte!