A empresa onde trabalho vai fechar. E agora?

Receber a notícia da falência da empresa que você trabalha pode ser avassalador, gerando incertezas e ansiedade sobre o futuro profissional.

“A empresa onde trabalho vai fechar. E agora?”

Anúncios

Receber a notícia de que a empresa onde você trabalha está fechando pode ser avassalador, gerando incertezas e ansiedade sobre o futuro profissional.

Apesar do impacto, é necessário manter a calma e entender seus direitos nesse momento, assegurando o recebimento devido.

Existem garantias legais que protegem os direitos do trabalhador nesse cenário. Saiba quais são e como proceder nessa situação.

O que acontece quando a empresa fecha?

Primeiramente, com o encerramento da empresa, os contratos de trabalho dos funcionários são terminados por iniciativa do empregador. Essa rescisão resulta no fim do vínculo empregatício entre empregado e empregador.

É importante saber que esse encerramento ocorre imediatamente, afetando diretamente a relação laboral.

A empresa tem a responsabilidade de comunicar oficialmente o fechamento aos funcionários. Essa comunicação deve incluir informações sobre os motivos do encerramento, prazos para pagamento das verbas rescisórias e quaisquer procedimentos administrativos relevantes.

É essencial que os colaboradores estejam cientes do panorama geral para poderem tomar decisões informadas sobre seu futuro profissional.

Apesar do encerramento, os funcionários têm direitos assegurados.

Quais são os direitos?

Ao ser demitido devido ao fechamento da empresa, você tem direito a diversas compensações de rescisão.

  • Salários Atrasados: O funcionário tem o direito de receber todos os salários devidos, incluindo eventuais atrasos. Isso abrange o último salário antes do encerramento do contrato e salários anteriores que estejam pendentes.
  • Férias e 13º Salário: Os valores proporcionais a férias e 13º salário também são devidos ao trabalhador, calculados de acordo com o tempo de serviço.
  • Aviso Prévio: O aviso prévio determina um período de antecedência em casos de demissão. Se a empresa optar por não cumprir o aviso prévio, deve realizar o pagamento referente a esse período. Caso o funcionário peça demissão, ele pode cumprir o aviso ou ter o valor descontado do salário.
  • Seguro-Desemprego: O seguro-desemprego é um benefício oferecido pelo Governo Federal aos trabalhadores que foram dispensados sem justa causa. A empresa deve fornecer as guias necessárias para que o funcionário possa solicitar esse benefício.
  • Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS): O FGTS deve ser pago na sua totalidade, com a empresa arcando com a multa de 40%.

Leia também: Como funciona o pagamento das férias? O que você precisa saber!

O que fazer?

a empresa onde trabalho vai fechar. E agora?

Enfrentar o fechamento da empresa onde você trabalha não é fácil, mas estar informado e tomar medidas proativas pode ajudar a minimizar os impactos dessa situação.

Saiba o que você deve fazer assim que receber a notícia do fechamento.

Conheça Seus Direitos

Antes de tudo, é essencial compreender quais são seus direitos trabalhistas.

Como mencionado, a empresa deve cumprir com as obrigações legais referentes às verbas de rescisão, incluindo salários atrasados, férias proporcionais, 13º salário, aviso prévio e o saque integral do FGTS com a multa de 40%.

Documentação

Reúna todos os documentos relacionados ao seu emprego, como contratos, recibos de salário, comprovantes de férias e qualquer comunicação da empresa sobre o fechamento.

Esses documentos serão fundamentais para comprovar sua situação e garantir o recebimento adequado de seus direitos.

Mantenha Comunicação

Estabeleça uma comunicação eficaz com a administração da empresa.

Busque informações sobre o processo de encerramento, prazos para pagamento dos direitos trabalhistas e outros detalhes importantes.

Manter um canal aberto de diálogo pode facilitar o entendimento mútuo e agilizar o processo.

Consulte um Profissional

Considerando a complexidade legal envolvida no encerramento de uma empresa, é altamente recomendável consultar um advogado especializado em direito trabalhista.

Um advogado trabalhista é o melhor caminho para te ajudar nesse momento. O profissional pode orientá-lo sobre seus direitos específicos, ajudar na negociação com a empresa e, se necessário, representá-lo em um processo.

Atualize seu Currículo e Networking

Diante do fechamento da empresa, é importante começar a se preparar para novas oportunidades.

Atualize seu currículo no Linkedin e destaque suas habilidades e experiências, e esteja aberto para expandir sua rede de contatos profissionais.

Participar de eventos da sua área e utilizar plataformas online podem ser estratégias eficazes.

Por que uma empresa declara falência?

As empresas podem enfrentar desafios significativos que, em alguns casos, culminam na dolorosa decisão de declarar falência.

Compreender os motivos que levam uma empresa a tomar essa medida é essencial para empresários, investidores e profissionais que querem ficar por dentro do dia a dia da empresa que trabalham.

1. Problemas de Gestão Financeira

Uma gestão financeira inadequada é um dos maiores vilões para o sucesso de uma empresa.

Má alocação de recursos, falta de controle de despesas e má gestão do fluxo de caixa podem levar a dificuldades financeiras irreversíveis.

2. Endividamento Excessivo

O endividamento além da capacidade de pagamento é uma armadilha comum.

Empresas que não conseguem gerenciar suas dívidas correm o risco de entrar em um ciclo vicioso, comprometendo suas operações e viabilidade a longo prazo.

3. Concorrência Acirrada e Falta de Diferenciação

Em mercados altamente competitivos, a falta de uma proposta única e estratégias eficazes de diferenciação pode levar ao declínio.

Empresas que não conseguem se destacar enfrentam dificuldades em atrair e reter clientes.

4. Mudanças no Ambiente de Negócios

Alterações bruscas no ambiente econômico, regulatório ou tecnológico podem impactar significativamente as operações das empresas.

Aquelas que não conseguem se adaptar rapidamente correm o risco de ficar obsoletas ou incapazes de competir.

5. Problemas Legais e Jurídicos

Questões legais, como processos judiciais, litígios trabalhistas ou violações regulatórias, podem consumir recursos financeiros e minar a reputação da empresa.

Se não tratadas adequadamente, essas questões podem levar a um colapso financeiro.

Considerações Finais

O fechamento de uma empresa é um momento desafiador, mas é fundamental que os trabalhadores estejam cientes de seus direitos e ajam rapidamente para assegurar o recebimento dos valores rescisórios.

Se você ou alguém que você conhece está enfrentando o fechamento da empresa onde trabalha, não hesite em procurar orientação profissional.

Um advogado especializado em direito trabalhista pode ser fundamental para garantir que seus direitos sejam respeitados durante esse processo.

E você? Já passou por uma falência na empresa que trabalhou? Deixe nos comentários a sua opinião. Aproveite e leia nosso conteúdo sobre: Fui demitido, e agora 5 ideias para renda extra em casa.